Fale no Whatsapp

81 9 8874-5801

O que é o exame de PSA para câncer de próstata

Em meio ao Novembro Azul, um mês voltado para a campanha de conscientização do câncer de próstata e doenças masculinas, muitas dúvidas sobre a saúde masculina são esclarecidas.

Você sabe quais os exames necessários para o diagnóstico do câncer de próstata? Muitos pensam que apenas com o exame do toque é possível obter o diagnóstico, entretanto, outros exames menos invasivos podem apontar alterações importantes na próstata, é o caso do exame PSA.

O exame de PSA tem como principais funções verificar a presença de um câncer de próstata e o andamento da doença, mas também é um marcador comum para outras doenças da próstata, como a prostatite e lesões no geral. Quer saber mais sobre esse exame de sangue? Continue sua leitura e descubra mais!

 

O que é o exame de PSA?

PSA, na sigla inglesa: Prostate Specific Antigen, com tradução para Antígeno Prostático Específico, é uma substância produzida pela célula prostática, eliminado para a luz da glândula e que tem a função de liquefazer o sêmen após a ejaculação.

A maior parte do PSA vem do sêmen, mas uma pequena quantidade pode ser encontrada no sangue. A quantidade encontrada no sangue, identificada pelo exame de PSA é, na verdade, um refluxo do PSA para o sangue que deveria ir para a luz da glândula, e isto acontece quando há alguma lesão na parede da célula prostática.

Essa lesão pode ser provocada por um trauma, inflamação, infecção, proliferação benigna da próstata, conhecida por hiperplasia benigna da próstata ou pelo próprio câncer.

 

Quando o exame de PSA é indicado?

O exame PSA é solicitado para diagnóstico das doenças prostáticas, e para avaliar a extensão da doença no organismo, tanto no local da próstata, nos tecidos prostáticos e na pelve, assim como se há metástase.

Esse exame é essencial para entender como o paciente vai evoluir com o tratamento, além de monitorar a resposta do tratamento e detectar a recidiva do câncer da próstata, ou seja, o retorno da doença em algum lugar do organismo após o tratamento.

O PSA é útil para avaliação a saúde da próstata e é um dos marcadores de câncer de próstata, mas não é o câncer específico. Em suma, o PSA é solicitado em:

. Homens com mais de 50 anos que estão em risco médio de câncer de próstata e com esperança de vida de pelo menos mais 10 anos;

. Homens com 45 anos com alto risco de desenvolver câncer de próstata: Afro-americanos e homens que têm um parente de 1º grau (pai, irmão ou filho) diagnosticados com a doença com menos de 65 anos de idade;

. Homens com 40 anos em risco mais elevado, ou seja, aqueles com mais de um parente de 1º grau que tiveram câncer de próstata antes dos 65 anos.

 

O PSA sozinho não detecta o câncer de próstata

É importante saber que o PSA é um marcador inespecífico para estudar as doenças comuns da próstata (prostatite, hiperplasia benigna da próstata e câncer de próstata) e portanto não serve exclusivamente para a detecção do câncer de próstata. Afinal, o PSA tende a aumentar de acordo com o avanço da idade: cerca de 75-80% dos homens com aumento de PSA não têm câncer de próstata e cerca de 20% dos homens com câncer de próstata sintomático apresentam um PSA normal.

Saiba que o exame de PSA não substitui o toque retal, pois os dois exames têm finalidades distintas. Ambos são importantes: enquanto o PSA avalia as alterações da próstata no sangue, o toque retal avalia o tamanho, a forma e a textura da próstata. A partir desses dois exames, o urologista ainda poderá pedir exames complementares para confirmar, ou não, o diagnóstico.

 

Como é realizado o exame de PSA

O PSA é medido por um exame de sangue, que deve ser realizado em jejum. Ele é mensurado por técnica laboratorial de alta sensibilidade para detectar uma pequena quantidade de molécula que estaria presente no sangue, técnica conhecida como radioimunoensaio.

São recomendadas algumas considerações para coleta do sangue aos homens que estão sendo investigados quanto a saúde prostática como:

- Jejum de pelo menos quatro horas;

- Não ejacular por 48 horas antes da coleta;

- Não realizar exercícios que causem impacto no períneo, como andar de bicicleta (principalmente as de selim estreito), equitação;

- Não fazer sexo anal antes do exame.

 

Com que frequência deve ser realizado o exame?

Especificamente para detecção precoce do câncer de próstata: a periodicidade do exame atualmente é feita conforme o resultado do valor do PSA, conforme recomendação das sociedades europeia (EUA) e americana (AUA) de urologia.

A Sociedade Americana de Câncer (ACS) recomenda a repetição do PSA conforme o valor do PSA, para homens com PSA menor que 2,5 ng/ml a cada dois anos e anualmente para os homens cujo nível de PSA é maior que 2,5 ng/ml.

 

O câncer de próstata pode ser prevenido

A melhor forma de prevenir o câncer de próstata, assim como outros tipos de câncer, é mantendo uma vida saudável: pratique atividade física; tenha uma alimentação saudável rica em frutas, verduras e legumes; evite o consumo de bebidas alcoólicas e de alimentos gordurosos e não fume.

Para alguns tipos de câncer, o rastreamentos pode diagnosticar o câncer em um estágio inicial, quando não apresenta sintomas e é mais fácil de ser tratado. Realize seu exame e visite seu médico urologista regularmente.

O que falam sobre o
Boris Berenstein?

O centro de disgnóstico Boris Berenstein é lembrado e premiado por vários anos consecutivos em primeiro lugar nas pesquisas de marcas mais lembradas na categoria diagnóstico por imagem.

Thiago Pedrosa
Olinda

"Completo, excelentes profissionais e atendimento diferenciado! Sem dúvidas melhor centro do Estado!"

Mario Peres
Olinda

"Atendimento sem igual, cuidado e atenção a todos os pacientes!"

Rosymary Câmara
Olinda

Recomendo. Boris é tudo de bom. No segmento saúde em Pernambuco.

Blog da Boris

Ultrassonografia: Falando com quem sabe Ler mais
O que é Esteatose Hepática? Entenda mais sobre a gordura no fígado Ler mais

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

App Boris Berenstein