Fale no Whatsapp

81 9 8874-5801

Novembro Azul: um sinal de alerta para a saúde dos homens

O mês de novembro é integralmente dedicado para reforçar o alerta e a importância da conscientização a respeito de doenças masculinas, principalmente para a prevenção do câncer de próstata, mais frequente entre os homens brasileiros, depois do câncer de pele.

O câncer de próstata é um tumor que acomete homens mais velhos e pode ser curado quando ainda está localizado. Se identificado já em estágio avançado, o risco de sobrevida do paciente é muito menor. Portanto, o diagnóstico precoce é fundamental no controle e cura da doença.

Conheça mais sobre o Novembro Azul a seguir e entenda porque o diagnóstico precoce é tão importante!

 

Importância da campanha Novembro Azul

A Campanha Novembro Azul, responsável pela conscientização do câncer de próstata, surgiu no ano de 1999 na Austrália, com um grupo de amigos que praticavam uma atividade um tanto estranha, mas importante: eles decidiram deixar o bigode crescer, a fim de chamar atenção para a saúde masculina. O grupo também realizava ações ao longo do mês, o arrecadado foi doado às instituições de caridade.

Com o sucesso do movimento, em 2004 foi criada a Movember Foundation Charity, sendo Movember a junção de Moustache (bigode) com November (novembro). No Brasil, a Campanha Novembro Azul foi trazida pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia.

O objetivo da campanha é a conscientização, que por sua vez leva a um maior número de homens a realizar os exames de prevenção, diminuindo o preconceito com o exame de toque, que sempre foi alvo de aversão pelo sexo masculino.

 

"No Shave November" e o símbolo da campanha

Com o sucesso do movimento iniciado com os amigos na Austrália, em 2004 foi criada a Movember Foundation Charity, sendo Movember a junção de Moustache (bigode) com November (novembro). Na campanha é também pregado o No Shave November, que significa Novembro Sem Barbear. Por isso, o bigode, juntamente com a cor azul ficou conhecido como símbolo da campanha.

A ideia é usar o bigode, símbolo da masculinidade, como um lembrete para realizar os exames de diagnóstico precoce do câncer de próstata.

 

Entenda o câncer de próstata

Responsável por 13,6 mortes para cada 100 mil homens, de acordo com dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de próstata atinge cerca de 65 mil de brasileiros por ano.

O câncer de próstata é assintomático no início, ou seja, não apresentando nenhum sintoma, o que torna a prevenção ainda mais importante. Também vale lembrar que o exame de sangue não substitui o de toque, que é simples e rápido. É indispensável que os dois sejam realizados, principalmente em homens que já passaram dos 45 anos de idade, grupo de risco para o câncer.

 

Diagnóstico de Câncer de próstata

O diagnóstico do câncer de próstata pode ser feito com o exame de toque retal e o exame PSA, um exame de sangue em que se confere a dosagem de uma proteína do sangue. A melhor estratégia é realizar os dois exames, já que são complementares.

Entretanto, é importante entender que o toque retal e a dosagem de PSA não dizem se o indivíduo tem câncer, eles apenas sugerem a necessidade ou não de realizar outros exames.

 

Fatores e grupos de risco

Pacientes com pai ou tio com histórico de câncer de próstata possuem o dobro de risco de desenvolver a doença quando se comparado a população normal. O risco é ainda maior quando o paciente possui um irmão com a doença.

O câncer de próstata hereditário, apesar de ocorrer em pacientes com parentes do primeiro grau com câncer de próstata diagnosticados com menos de 55 anos, é bastante raro: menos de 2% dos casos.

Entre os fatores de risco estão a alimentação, sedentarismo e obesidade, taxas de estrogênio, etnia, região onde se vive, e até mesmo nível de poluição ambiental.

Dietas ricas em gordura e carne vermelha, pobre em legumes, vegetais e frutas, devem ser evitadas se o objetivo é a prevenção. Os pacientes com câncer de próstata mais agressivo são sedentários e obesos. Além disso, quanto maiores as taxas de estrogênio, maior o risco.

Negros têm maior incidência, enquanto descendentes asiáticos apresentam menor, e os americanos têm mais câncer de próstata que asiáticos.

 

O cuidado é sempre necessário

Pacientes considerados de alto risco, ou seja, com parentes com câncer de próstata, devem realizar o primeiro exame aos 40 anos de idade. O paciente então é aconselhado a realizar seus exames anualmente ou até bianualmente, ou a cada 3 anos, a frequência vai depender do toque e idade do paciente.

Os exames periódicos são essenciais para manter um cronograma de prevenção de doenças. Marque seus exames no Boris e mantenha sua saúde em dia!

O que falam sobre o
Boris Berenstein?

O centro de disgnóstico Boris Berenstein é lembrado e premiado por vários anos consecutivos em primeiro lugar nas pesquisas de marcas mais lembradas na categoria diagnóstico por imagem.

Thiago Pedrosa
Olinda

"Completo, excelentes profissionais e atendimento diferenciado! Sem dúvidas melhor centro do Estado!"

Mario Peres
Olinda

"Atendimento sem igual, cuidado e atenção a todos os pacientes!"

Rosymary Câmara
Olinda

Recomendo. Boris é tudo de bom. No segmento saúde em Pernambuco.

Blog da Boris

O que é Esteatose Hepática? Entenda mais sobre a gordura no fígado Ler mais
Entenda a importância da prevenção do Câncer de Mama Ler mais

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

App Boris Berenstein