Fale no Whatsapp

Conheça mais o Transtorno do Espectro do Autismo

No Brasil, estima-se que existam 2 milhões de pessoas com autismo, ou Transtorno do Espectro Autista (TEA). A complexidade desse transtorno se dá pelo fato de ser multifatorial (vários fatores precisam estar presentes para que ele se desenvolva). Estudiosos apontam que há 50% de causas genéticas e 50% de causas ambientais.

Atualmente não há um exame que diagnostique o autismo, fazendo com que a condição seja apontada exclusivamente de forma clínica. Mas é possível compreender melhor o transtorno ao investigar suas características, causas e tratamento.

Para ajudar você a conhecer o Transtorno do Espectro do Autismo, vamos esclarecer as principais dúvidas nesta matéria. Continue sua leitura e venha tirar todas as suas dúvidas!

 

Quais as características do autismo?

O Transtorno do Espectro do Autismo é uma alteração no neurodesenvolvimento. É possível reconhecê-lo através de alguns sintomas bem específicos, como: dificuldade na comunicação social (socialização e comunicação verbal e não verbal) e comportamento (interesse restrito e movimentos repetitivos). Ou seja, o autista possui certa dificuldade em interagir com outras pessoas, em olhar nos olhos, em responder pelo nome.

Outra característica que o paciente com Transtorno do Espectro do Autismo pode demonstrar, é a dificuldade para compreender o sentido figurado, sendo bastante literal. A capacidade de entender a empatia também é reduzida, pois a habilidade de se colocar no lugar do outro é pouco desenvolvida no cérebro. 

Como existem vários subtipos do transtorno, utiliza-se o termo “espectro autista”, uma vez que ele engloba diversas situações diferentes. As manifestações podem ir de graus mais leves até mais graves, mas todos os casos apresentam dificuldade de comunicação e relacionamento social.

 

Entenda os graus do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)

No TEA leve, o paciente não apresenta atrasos significativos. Ele consegue se comunicar e manter suas atividades de rotina, além de possuir um nível de interação social. Pode apresentar estereotipias de maneira menos evidente (ações repetitivas ou ritualísticas provocadas por excesso de estímulos).

No TEA moderado, pode ocorrer o diagnóstico mais tardio, pois o paciente não possui atraso de linguagem. Apesar de possuir um vocabulário rebuscado, ele pode ser formal e monótono.

O TEA grave é representado pelo paciente com grande déficit. A comunicação e interação social são insuficientes. O comportamento repetitivo é intenso, podendo causar auto agressão e intensa rigidez nas rotinas. 

 

A importantância de identificar o transtorno precocemente

Os tratamentos dependem muito da idade do paciente, ou seja: cada estágio do desenvolvimento dele, pede uma assistência diferente. É por esse motivo que quanto mais cedo identifica-se uma população de risco (não necessariamente um diagnóstico), que merece essas intervenções, mais cedo deverá ser dado o suporte adequado e maior será o prognóstico. 

Quando é oferecido um estímulo em idade precoce, o cérebro está formando muitas conexões. Pois quando mais nova a criança, maior é a velocidade de formação das redes neurais no cérebro. E isso aumentam as chances de formar novas conexões referentes a uma habilidade almejada. Quanto mais cedo for a intervenção, mais fácil será para o cérebro responder.

 

Quais são os tratamentos para o Transtorno do Espectro do Autismo? 

É importante enfatizar que o Transtorno do Espectro do Autismo não tem cura, mas a intervenção precoce pode melhorar muito a qualidade de vida do paciente. A principal intervenção é a comportamental (aplicada por psicólogos) e essa terapia pode estar associada a vários tratamentos. São eles: fonoaudiologia, terapia ocupacional, fisioterapia, educação física, pedagogia.

Então compreende-se que o tratamento para autismo é personalizado e interdisciplinar, ou seja, além da psicologia, pacientes podem se beneficiar com intervenções de diversos profissionais, conforme a necessidade de cada autista. Na escola, um mediador pode trazer grandes benefícios, no aprendizado e na socialização.

 

A conscientização é a chave para a inclusão!

O papel dos pais no desenvolvimento da criança autista é de grande importância, dando a ela uma infância comum. Brincar, estar juntos, fazer atividades ao ar livre e principalmente lidar com essa criança de maneira natural e afetuosa. 

Essa interação deve se estender aos familiares e pessoas próximas: a comunicação, compreensão e conscientização são essenciais para o autista se sentir parte do mundo a sua volta. O Boris Berenstein também acredita nisso e preza sempre pelo comunicação humanizada e atenciosa com todos.

Sabemos bem como cuidar da saúde é importante em todas as etapas da vida!

 

O que falam sobre o
Boris Berenstein?

O centro de disgnóstico Boris Berenstein é lembrado e premiado por vários anos consecutivos em primeiro lugar nas pesquisas de marcas mais lembradas na categoria diagnóstico por imagem.

Thiago Pedrosa
Olinda

"Completo, excelentes profissionais e atendimento diferenciado! Sem dúvidas melhor centro do Estado!"

Mario Peres
Olinda

"Atendimento sem igual, cuidado e atenção a todos os pacientes!"

Rosymary Câmara
Olinda

Recomendo. Boris é tudo de bom. No segmento saúde em Pernambuco.

Blog do Boris

Marcação Online de Exames Suspensa Ler mais
Saiba como identificar um infarto, conheça os 10 sintomas mais comuns Ler mais

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

App Boris Berenstein