Fale no Whatsapp

Como a crise de ansiedade pode afetar nosso cotidiano

A ansiedade é um sentimento natural, vivido por todas as pessoas em situações cotidianas como por exemplo: quando vamos conhecer uma alguém ou quando o dia de uma viagem está chegando. No entanto, quando essa sensação se descontrola, causando grande angústia e atrapalhando sua vida pessoal ou profissional, é chamada crise de ansiedade. Seus sintomas se manifestam de forma abrupta e intensa e esse transtorno é mais comum do que se pensa.

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo inteiro e o quinto em casos de depressão. Conforme o levantamento da OMS, 9,3% dos brasileiros (18,6 milhões) têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população.

 

A crise de ansiedade pode acontecer a qualquer momento do dia, afetando seu cotidiano com a família, com os amigos e até o seu trabalho. Nem todo mundo consegue identificar os sinais dela ou saber o que fazer para amenizá-la. Por isso, te ajudar a entender o que é uma crise de ansiedade e como identificá-la, preparamos um conteúdo completo para você: continue sua leitura e confira!


 

O que é crise de ansiedade?

A ansiedade é um estado psíquico natural que existe para nos preparar para o enfrentamento de um perigo iminente. Atualmente, somos inseridos numa realidade agitada, com a vida corrida dividida entre trabalho, problemas pessoais, afazeres cotidianos, excesso de informação. Tudo isso colabora para tornar a mente tumultuada e ao ser combinado com falta de momentos de descanso e bem-estar, pode acarretar nas crises de ansiedade. 

 

Quando essas crises se tornam frequentes ao ponto de dificultar tarefas diárias, a ansiedade deixa de ser uma característica para se tornar um transtorno. É nesse momento que deve-se entender que a mente precisa de manutenção para que ela seja capaz de conter pensamentos e preocupações, de forma que eles não ultrapassem nossos limites.

 

Não conseguir lidar com os pensamentos, preocupações e medos geram a crise de ansiedade, ataque de ansiedade ou ataque de pânico. Então, o transtorno é caracterizado por uma profunda sensação de insegurança, medo e descontrole. Lembrando que ao viver essas experiências, é indispensável buscar ajuda profissional o quanto antes.


 

Sintomas da crise de ansiedade

É possível saber que se está tendo uma crise de ansiedade, ao perceber determinados sintomas físicos e psicológicos. Durante ela, o corpo entra em estado de alerta, provocando uma descarga anormal de noradrenalina e adrenalina. Fique atento aos sinais:

 

  • Palpitação, coração pulsando forte ou acelerado;

  • Sensação de garganta fechada;

  • Suor;

  • Tremores;

  • Falta de ar;

  • Sensação de desmaio;

  • Náusea ou desconforto abdominal;

  • Formigamentos;

  • Dor ou desconforto no peito;

  • Calafrios e sensação de calor;

  • Sentimentos de irrealidade;

  • Sensação de afogamento ou sufocação;

  • Despersonalização (sentir-se fora de si mesmo);

  • Medo de perder o controle ou enlouquecer;

  • Medo de morrer.

 

Esse momento extremo de sensações dificilmente acontece apenas uma vez para quem tem o histórico. Algumas vezes a crise surge de repente e sem motivo aparente, apenas como consequência do transtorno de ansiedade generalizada, como uma descarga de emoções acumuladas. 

 

Aproximadamente 70% dos casos de crise de ansiedade estão associados à depressão, podendo se desenvolver a outros transtornos, como a síndrome do pânico ou o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).


 

Como agir durante um ataque de ansiedade?

É possível tomar algumas atitudes ao se perceber uma crise de ansiedade. Confira algumas dicas que podem ajudar a controlá-la e evitar que o ataque seja ainda mais prejudicial:

 

#01 Faça exercícios de visualização

A primeira atitude que você deve tomar, é focar em coisas, lembranças ou movimentos que tirem sua atenção da crise. 

Se você não encontrar um espaço mais tranquilo para ficar ou não tiver ninguém para se distrair conversando, nem algum objeto, pode recorrer à sua própria imaginação. Você pode criar um espaço imaginário em sua mente onde se sinta bem, seguro e relaxado, como um campo de flores ou a casa de sua infância. Deve ser uma memória que desperte felicidade. 

 

Durante a crise, visualize este local e concentre toda a sua atenção nele. Relembre coisas que você gosta, pessoas que você ama e tenha pensamentos positivos. Assim, você se distrai dos sintomas da ansiedade (ficar apenas pensando no que está causando a sua crise só piora a situação).

 

#02 Aceite a realidade

O medo é o principal causador da ansiedade, ele força sua mente a pensar em tragédias que estão longe de acontecer. No entanto, você pode aceitar essa realidade do momento, ou seja, ter a consciência de que está tendo um ataque de ansiedade. Dominar esse momento em vez de se desesperar com os sintomas, é uma ferramenta para ajudar a retomar o controle.

 

Mas entenda algo importante: a aceitação é diferente de se permitir ser dominado. Ela promove o alívio, porque devolve o controle para você. A partir daí é possível pensar de forma mais coerente e isso permite que você encontre uma saída para as sensações negativas. Se você desesperadamente procurar se livrar do ataque de ansiedade, é capaz de fortalecer o medo em vez de dissipá-lo. Tenha calma e concentre-se bem.


 

Não passe por isso sozinho, busque ajuda. 

Ao vivenciar essas experiências intensas, é imprescindível buscar ajuda profissional com um psicoterapeuta. Juntamente com você, o especialista pode identificar a causa e as motivações que estão te levando a apresentar essas crises que tanto atrapalham a sua vida. 

 

Através do tratamento para a ansiedade, é possível reduzir gradualmente as ocorrências dos ataques. Se você ainda não visitou um terapeuta para confirmar um diagnóstico, marque sua consulta assim que possível para avaliar se você possui algum transtorno mental e ajudar a reverter o quadro.

 

Por fim, revise a sua rotina e encontre atividades prazerosas e de relaxamento para tornar seu dia a dia menos estressante. A sua saúde física e mental é o seu maior bem, e ter proatividade nesses e em outros cuidados, é, sem dúvida, a sua melhor atitude.

O que falam sobre o
Boris Berenstein?

O centro de disgnóstico Boris Berenstein é lembrado e premiado por vários anos consecutivos em primeiro lugar nas pesquisas de marcas mais lembradas na categoria diagnóstico por imagem.

Thiago Pedrosa
Olinda

"Completo, excelentes profissionais e atendimento diferenciado! Sem dúvidas melhor centro do Estado!"

Mario Peres
Olinda

"Atendimento sem igual, cuidado e atenção a todos os pacientes!"

Rosymary Câmara
Olinda

Recomendo. Boris é tudo de bom. No segmento saúde em Pernambuco.

Blog do Boris

Conheça mais o Transtorno do Espectro do Autismo Ler mais
Dia Nacional da Saúde: uma data ainda mais especial em 2020 Ler mais

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

O Centro de Diagnóstico Boris Berenstein garante que os dados pessoais fornecidos pelo cliente nunca serão repassados a terceiros e nem utilizados sem sua prévia autorização, a não ser que requeridos por lei. Os conteúdos serão publicados e validados internamente por profissionais da Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. Porém, somente sua leitura não dispensa a busca por orientação médica. A informação recolhida por meio de cookies da ferramenta Analytics fica armazenada para utilização exclusiva do Centro de Diagnóstico Boris Berenstein, com o objetivo de acompanhar as interações dos usuários e aprimorar este canal de comunicação.

App Boris Berenstein